Rodas Culturais (2016-em processo) são eventos do hip hop. Mais do que diversão, são manifestações de conhecimento montados sobre os quatro pilares fundamentais do movimento: as batalhas do conhecimento, a break dance, mais grafite e skate. O objetivo final é gerar transformações para suas tribos, criando identidades e empoderando-as para torná-las efetivamente cidadãs. E conseguem tudo isto divertindo ainda por cima. Os corpos se contorcem ritimadamente na dança, enquanto o grafite rola em algum canto da cena e skatistas manobram radicalmente no entorno. Mas nada empolga mais a galera do que o verso inteligente que faz o rival engolir em sêco durante as batalhas de rimas, que são versos cantados, ou quase declamados, sobre bases e beats preparados pelos DJs. E entre os tipos de batalhas, são aquelas chamadas de sangue que levam a turma ao delírio. A galera explode, urrando pelos versos que acabaram de tirar aquele sarro com um dos MCs na disputa. E daí, os apresentadores das Rodas entram em cena para apresentar a próxima batalha e anunciam: "Dois MCs vão cair no bangue-bangue. O que que vocês querem ver?". E a galera responde a plenos pulmões: "Sangueeee.eee..."